n.sa2

Imagem sacra, pintada em 1.954 pelo artista Joaquim Estevão. Sua restauração foi solicitada pois a tinta descolava em diversos pontos, revelando uma pintura diferente por baixo: a imagem fora repintada com cores e adornos diferentes da original em algum momento e o contratante desejava aproximar a imagem à pintura original o quanto possível. Caracterizou-se esta proposta por restauração com reforma.

Ocorrências:
A pintura da imagem descolava em grandes áreas, ficando evidente que a cor original fora diferente.
Alguns adornos originais foram cobertos, outros repintados imitando os originais, na túnica foram criados desenhos que não existiram.
No alto da cabeça haviam muitas perfurações ocasionadas para colocação de coroa, sendo a original apenas da área central.
O rosto era a parte mais problemática, havia sido repintado com um tom muito claro, e os traços mudaram a expressão original.
A assinatura do artista estava escondida por baixo da tinta reaplicada no manto.

Tratamento:
1ª fase: remoção química intercalada por remoção mecânica da pintura posterior, com soluções adequadas para que os adornos originais aparecessem preservados e o rosto não fosse prejudicado. Com a remoção da tinta, a expressão original do rosto pôde ser identificada e recuperada.
2ª fase: repinte baseado em documentação fotográfica e seguindo o padrão dos adornos descobertos após a limpeza, que ficaram com os desenhos preservados. Repinte do rosto seguindo a cor original que apareceu após a remoção química. Acabamento com aplicação de verniz fixador acetinado, fungicida.

manto

detalhecoração

 

tunica

 

cabeça

face 3

 

maos

ass

One Response

  1. JMC

    Parabéns, Adriana, pela sensibilidade que concretiza o seu precioso trabalho! Essa imagem, além de bela, tem um sentido ímpar para gerações de sãopedrenses que celebraram e continuam celebrando o Mistério Pascal do Senhor, no qual a Mãe de Deus, recordada como das Dores, tem presença decisiva!
    Como sãopedrense, minha saudação e incentivo à sua distinta arte! O Artista supremo seja a sua constante inspiração e criatividade!
    Abraços!
    Fr. José Moacyr Cadenassi

Leave a Reply